TERRAS POTIGUARES NEWS

TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 17 BLOGS, 1483 E 6 PÁGINAS NA REDE SOCIAL, TOTALIZANDO: 1506 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB - MOSSORÓ-RN, 28 DE DEZEMBRO DE 2008

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

TENENTE CORONEL OSCAR BANDEIRA


TENENTE CORONEL  OSCAR BANDEIRA, natural de Mossoró-RN, nascido a 12 de maio de 1888, filho caçula do casal Odilon Obdolino Pinto Bandeira e de Vicência Amélia Pinto Bandeira. Ele teve  uma infância difícil. Desde muito cedo. Com a morte do pai, foi afastado da mãe e dos dez irmãos, para viver em Areia Branca, em companhia da avó. Aos 12 anos seu irmão Alípio Bandeira trouxe-o para o Rio de Janeiro, para estudar. As primeiras letras foram-lhe ensinadas por um verdadeiro amigo, em Areia Branca. E a facilidade e a rapidez com que aprendeu deixaram o mestre admirado

Prestou serviço militar na Fortaleza de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, onde se distinguiu pela maneira bonita, correta e  elegante de escrever, o que lhe granjeou posição privilegiada junto ao chefe, general Pedro Ivo. Era um tímido, um retraído, mas possuía, acima de tudo, uma vontade extraordinária e, graças a ela conseguiu estudar sozinho, sem professor, prestando todos os exames no Colégio Pedro II onde foi brilhantemente aprovado. Aprofundou seus estudos de línguas: FRANCÊS, ESPANHOL, ALEMÃO, PORTUGUÊS e INGLÊS, especializando-se nestas duas últimas chegando mesmo, mais tarde, a escrever um livro – DIFICULDADES E IDIOTISMOS DA LÍNGUA INGLESA – um trabalho excelente  de pesquisa

Trabalhou, durante algum tempo, na Fábrica de Pólvora de Piquete, no Estado de São Paulo, e, por essa época, escreveu crônicas para um jornal local sob o pseudônimo de ARMANDO ROSAS.

Ingressou no Ministério da Guerra, onde prestou serviços por mais de 35 anos, a princípio como funcionário civil e, depois, foi graduado no posto de capitão a 12 de fevereiro de 1919. Aposentou-se no posto de Tenente Coronel, em maio de 1941, por motivo de saúde.

Oscar casou-se a 9 de fevereiro de 1922 com DEOLINDA GOULART na cidade de Sumidouro, no Estado do Rio de Janeiro

Oscar Bandeira faleceu às 5 horas do dia 1º de janeiro de 1958, no Hospital dos Servidores do Estado da Guanabara

FONTE:LIVRO ALIPIO E OSCAR BANDEIRA: UMA INFORMAÇÃO BUIGRÁFICA, DE VINGT-UN ROSADO, COLEÇÃO MOSSOROENSE, 1981

Sem comentários:

Enviar um comentário

Acerca de mim

A minha foto
SOU TRICOLOR DE CORAÇÃO, BARAÚNAS, O MAIS QUERIDO DE MOSSORÓ